,

ABTELECOM, ABEPREST e ADINATEL visitam o CREALAB em São Paulo

Figura 2- Da esquerda para direita Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli Diretor Administrativo da ABEPREST, Eng. Civ. Luis Chorilli Vice-Presidente do CREA-SP, Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM e Eng. Eletric. Marcius Vitale Presidente da ADINATEL

O Diretor de Inovação da ABTELECOM Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima esteve junto com o Eng. Eletric. Marcius Vitale Presidente da ADINATEL e o Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli Diretor Administrativo da ABEPREST no espaço de coworking CREALABs na Av. Angélica, 2364,Consolação – São Paulo – SP. A visita foi guiada pelo Eng. Eletric. Celso Andrade da Assessoria Técnica do CREA-SP.

Figura 1- Da esquerda para direita Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli Diretor Administrativo da ABEPREST, Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM, Eng. Eletric. Marcius Vitale Presidente da ADINATEL e Eng. Eletric. Celso Andrade da Assessoria Técnica do CREA-SP

Figura 1- Da esquerda para direita Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli Diretor Administrativo da ABEPREST, Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM, Eng. Eletric. Marcius Vitale Presidente da ADINATEL e Eng. Eletric. Celso Andrade da Assessoria Técnica do CREA-SP

As discussões sobre as possibilidades de desafios de inovação lançados pelas empresas de telecomunicações foram discutidas. O Eng. Civ. Luis Chorilli Vice-Presidente do CREA-SP recebeu e conversou com os Diretores da ABTELECOM e ABEPREST e o presidente da ADINATEL, dando exemplos de desafios anteriores lançados no espaço com participação das Instituições de Ensino Superior e empresas.

Figura 2- Da esquerda para direita Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli Diretor Administrativo da ABEPREST, Eng. Civ. Luis Chorilli Vice-Presidente do CREA-SP, Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM e Eng. Eletric. Marcius Vitale Presidente da ADINATEL

Figura 2- Da esquerda para direita Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli Diretor Administrativo da ABEPREST, Eng. Civ. Luis Chorilli Vice-Presidente do CREA-SP, Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM e Eng. Eletric. Marcius Vitale Presidente da ADINATEL

O Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima d, pontou sobre a importância do CREA-SP ser um ponto de conexão entre ICTs e empresas, e importância tanto da indústria como também do setor de serviços, ressaltou ainda o papel e a importância das empresas do setor industrial da ABEPREST no processo de inovação e transformação digital no Brasil.

O Eng. Marcius Vitale destacou a eficiência do espaço de coworking, onde profissionais se conectam e colaboram em um ambiente dinâmico. Além disso, ressaltou que o CREALAB é um centro inspirador para criação e experimentação, impulsionando o progresso e a excelência da engenharia brasileira.

O Eng. Ind. Eletron. Helicio Binelli  esclareceu seu entendimento sobre a grande oportunidade de agrupar empresas, universidades, estudantes com o Crea fazendo esta ponte para proporcionar que dores de fabricantes e/ou empresas de engenharia de serviços possam ser solucionadas com inovação através de desafios ao ecossistema acima mencionado.

 

Figura 3- Fotos do CREALAB

Figura 3- Fotos do CREALAB

 

,

Grupo de Trabalho (GT) realiza reunião com Serviço Móvel Pessoal (SMP) do CREA-MA para debates da implantação da tecnologia 5G no Brasil

5g-mapa-do-brasil

Após a aprovação da prorrogação do Grupo de Trabalho Serviço Móvel Pessoal (SMP) até outubro deste ano, decidida na 2ª Reunião Plenária Ordinária do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (CREA-MA) com o apoio do presidente do Conselho, o eng. mec. Wesley Assis, uma reunião online extraordinária foi realizada para discutir as dificuldades na implantação da tecnologia 5G em São Luís. Especialistas, membros do grupo, representantes da Anatel no Maranhão e Brasília, e da Conexis participaram, chegando a acordos sobre alterações no Decreto 5G São Luís e comissões à Anatel para acelerar a implantação, além de estabelecer uma data permanente para futuras reuniões.

Durante a reunião, que contou com a presença do coordenador do GT SMP, eng. eletric. Rogério Moreira Lima, representantes do CREA-MA, Superintendência de Controle de Obrigações da Anatel no Maranhão e em Brasília, além de representante da Conexis Brasil, foram discutidas questões cruciais para o avanço das comunicações em São Luís.

Destacando a importância do comprometimento de todos os presentes, o membro do GT-SMP, Eng. Comp. Rodrigo Oliveira, ressaltou a produtividade da divulgação e a relevância das informações obtidas pela blitz MiniCom da telefonia móvel na capital maranhense. “Nossas discussões sobre a requisição de informações à Anatel sobre os dados obtidos pela blitz MiniCom da telefonia móvel em São Luís foram esclarecedoras e fundamentais para compreendermos o cenário atual e as possíveis melhorias que podem ser inovadoras”, destacou.

Ainda segundo o especialista, o debate em torno do Decreto 5G São Luís proporcionou insights valiosos sobre as oportunidades e desafios que surgem com a implementação dessa tecnologia de ponta na região. “Foi inspirador ver as diversas perspectivas e ideias apresentadas pelos participantes. Os apontamentos referentes às Resoluções 477, 719 e 720 da Anatel enriqueceram nossas discussões, permitindo-nos entender melhor o quadro regulatório e suas implicações para o setor de telecomunicações local e nacional”, finalizou.

A reunião resultou na aprovação unânime de sugestões de alteração do Decreto 5G São Luís, que serão encaminhadas à prefeitura municipal, bem como na solicitação de um ofício à Anatel, em conjunto com a prefeitura, procedendo à adequação do decreto regulamentar. Além disso, ficou previsto que as futuras reuniões serão realizadas sempre às quartas-feiras, às 9 horas, após a plenária do CREA-MA, para dar continuidade aos debates da pauta.

Essa iniciativa demonstra o comprometimento das partes envolvidas na promoção do avanço tecnológico e do desenvolvimento do setor de telecomunicações em São Luís, aprimorando a infraestrutura e garantindo melhores serviços para a população.

Fonte: CREA-MA

,

Evento discute Inteligência Artificial e o Futuro da Conectividade

Evento discute Inteligência Artificial e o Futuro da Conectividade

A Anatel, por meio da Superintendência Executiva (SUE), promove o evento “Inteligência Artificial e o Futuro da Conectividade: uma Visão Coletiva”, no dia 09 de abril de 2024, das 9h30 às 12h30, no auditório Nelson Mitsuo Takayanagi, na sede da Anatel, em Brasília (DF). O credenciamento começa 8h30.

O objetivo é realizar um amplo diagnóstico setorial da relação entre a IA e a infraestrutura de conectividade no Brasil, além de analisar estudos de caso que demonstrem o potencial positivo da IA no processo de transformação digital. O evento pretende proporcionar um diálogo aberto e multifacetado entre os diversos segmentos da sociedade.

Também haverá o lançamento da visão da Anatel acerca do papel desempenhado conjuntamente pela IA e pela conectividade no desenvolvimento do país e o lançamento da Tomada de Subsídios para realização de um amplo diagnóstico setorial da relação entre a IA e a infraestrutura de conectividade e coleta de iniciativas que demonstrem o potencial positivo da IA no processo de transformação digital; além de proporcionar plataforma de diálogo aberto e multifacetado entre os diversos segmentos da sociedade.

Haverá transmissão pelo canal da Anatel no YouTube.

Fonte: ANATEL

,

Nota de falecimento

,

ABTELECOM presente no FINEP Day

finep day

Nesta segunda feira, dia 25 de março de 2024, a ABTELECOM se fez presente no FINEP Day realizado na FIEMA – Federação das Indústrias do Estado do Maranhão.

O Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima, Diretor de  Inovação da ABTELECOM, destaca como ponto forte a exigência de parceria entre as empresas e as ICTs para financiamentos da FINEP e ressalta como preocupante o processo de desindustrialização que foi mostrado na apresentação da CNI, conforme vemos na figura 1.

Figura 1- Participação da indústria de transformação no PIB (fonte: Miranda, Zill. CNI Panorama da neoindustrialização brasileira e do estado do Maranhão, 2023.)

Figura 1- Participação da indústria de transformação no PIB (fonte: Miranda, Zill. CNI Panorama da neoindustrialização brasileira e do estado do Maranhão, 2023.)

Os fortes investimentos feitos por países em desenvolvimento em 2019, como a Coreia, com investimentos em PDI de 4,63 do seu PIB e a China, com 2,23% do PIB, demonstram que o Brasil, com limitados 1,21% do PIB, carece de investimentos e prioridade para Ciência, Tecnologia e Inovação. O encontro foi muito importante, e espaço para conversas com o Diretor Técnico do SEBRA/MA Mauro Borralho e sua equipe sobre a necessidade de linhas de financiamento e apoio à inovação para os pequenos provedores de internet.

Figura 2 – Eng. Eletric. José Noleto Oliveira, Gerente de Competividade SEBRAE/MA, Cesar Guimarães gerente de inovação do Sebrae/MA e Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM

Figura 2 – Da esq para a direita – Eng. Eletric. José Noleto Oliveira, Gerente de Competividade SEBRAE/MA; Cesar Guimarães, Gerente de Inovação do Sebrae/MA e Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima, Diretor de Inovação da ABTELECOM.

 

Figura 3- Mauro Borralho diretor técnico sebrae/ma e e Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM

Figura 3- Mauro Borralho, Diretor Técnico do SEBRAE/MA e o Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima.

 

,

ONU publica primeira resolução global de inteligência artificial

ONU publica primeira resolução global de inteligência artificial

A ONU adotou na última quinta-feira, 21, uma resolução global (A/78/L.49) voltada para a inteligência artificial com apoio de todos 193 países da organização como signatários e com 123 patrocinadores, inclusive Brasil. O texto reforça temas como riscos à discriminação racial no mundo com o avanço da inteligência artificial generativa.

Apresentada na Assembleia Geral, a normativa de oito páginas identifica como prioridades a proteção aos direitos humanos, o monitoramento de riscos da IA e a identificação de boas práticas na tecnologia. Também aborda a necessidade de ‘capacidade técnica e financeira’ para países em desenvolvimento diminuírem o gap digital ante os países desenvolvidos.

O texto também indica que a tecnologia não pode ter design malicioso no desenvolvimento dos algoritmos e que os países devem garantir que serão preservados preceitos básicos da humanidade na era da informação, como proteção de dados e políticas públicas, por exemplo.

Pesos e contrapesos

Em conversa com a imprensa, Linda Thomas-Greenfield, representante do governo dos Estados Unidos na ONU, disse que a votação unânime significa que os países escolheram em uníssono governar a IA e não serem governados por ela, em especial em um ano em que metade da população do planeta vai às urnas. Afirmou ainda que o texto estabelece responsabilidades para não deixar ninguém para trás.

Thomas-Greenfield reconhece ainda benefícios notórios da IA, como prever desastres naturais, detectar e diagnosticar doenças para tratamento antecipado, além de trazer oportunidades para melhorar empregos, acabar com a pobreza, salvar vidas e equilibrar o planeta; mas alerta para riscos como o uso de IA generativa para reduzir a integridade dos debates políticos e que nenhum governo ou player global deve usar a IA para minar a paz e os direitos humanos.

Imagem principal: Assembleia Geral da ONU nos Estados Unidos na última quinta-feira, 22 (crédito: Evan Schneider/ONU)

 

Fonte: Mobile Time

,

Anatel estudará ampliar participação de entidades do consumidor na formulação de regulamentação

REUNIAO AGENCIA ANATEL

Em reunião do Comitê de Defesa dos Usuários também foi levantada a possibilidade de se ampliar a participação das entidades na Análise de Impacto Regulatório das normas

O conselheiro diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e presidente do Comitê de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações (Cdust), Vicente Aquino, mencionou, na 1ª Reunião Ordinária de 2024 do Cdust realizada nessa quarta-feira (20), a possibilidade de a Anatel estudar mecanismos de fomento à participação dos órgãos de defesa do consumidor e dos Conselhos de Usuários de serviços de telecomunicações nas tomadas de subsídios realizadas nas fases preliminares dos processos regulatórios da Agência. A proposta foi uma resposta à manifestação dos Conselhos de Usuários das prestadoras de telecomunicações que manifestaram interesse em participar de forma mais ativa desses processos.O representante das entidades de defesa do consumidor no Cdust e diretor de Relações Institucionais do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Igor Rodrigues Britto, reconhecendo que a Anatel possui uma das mais efetivas estruturas de promoção de participação social e elogiando a atuação da Superintendência de Relações com Consumidores na liderança do Grupo de Implantação do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC), defendeu que a elaboração da Análise de Resultado Regulatório (ARR) do RGC seja precedida de tomada de subsídios com ampla participação das entidades de defesa do consumidor.

Brito ressaltou ainda a importância de se investir na capacitação dos representantes do Conselhos do Usuários sobre os temas tratados na Agência e ainda quanto às suas diversas ferramentas de participação social. A sugestão recebeu elogio da superintendente de Relações com Consumidores, Cristiana Camarate, que informou que estuda a possibilidade de uma seleção de trechos da regulamentação para a realização de futura ARR do RGC, norma que entra em vigor em setembro deste ano.

Conselho de Usuários das Prestadoras de Telecomunicações

Na reunião dessa quarta, Vicente Aquino defendeu o fortalecimento da comunicação entre o Cdust e os Conselhos de Usuários das prestadoras de telecomunicações.

Os Conselhos de Usuários presentes na reunião do Cdust apresentaram os resultados de sua atuação no último ano. Por exemplo, o Conselho da Algar realizou uma parceria com os Procons de Uberlândia e Uberaba com a finalidade de facilitar a negociação de débitos dos usuários junto à Operadora; o da Claro ressaltou o acompanhamento do atendimento de regiões remotas; o da Sky, sua ação com questões relativas à retirada de equipamentos e código de conduta para ofertas de serviços de telecomunicações por telemarketing; o da Oi apresentou medidas adotadas no tratamento dado pela prestadora em relação a furtos de cabos e reclamações nos canais de atendimento; o da TIM destacou o acompanhamento da cobertura em rodovias e distribuição do Código de Defesa do Consumidor em braile e em áudio; e, finalmente, o representante do Conselho de Usuários da Vivo informou ter logrado a ampliação do horário de atendimento da ouvidoria da prestadora em uma hora, sendo agora da 8h às 19h.

Escolas e resistências das prestadoras de telecomunicações

Aquino voltou a manifestar seu repúdio ao pedido de anulação de dispositivos do novo RGC protocolizado pelas prestadoras Claro, TIM, Vivo e Oi. Afirmou que o RGC foi amplamente debatido com as empresas e com os membros do Cdust, para além de suas regras estarem sendo discutidas no Grupo de Implantação do RGC. Ressaltou ser esse o foro adequado para a discussão sobre eventuais sugestões de aprimoramentos ao Regulamento, pois conta com a participação direta de todos os stakeholders por ele impactados.

O Presidente do Cdust ainda apresentou o atual andamento do projeto do Grupo de Acompanhamento do Custeio a Projetos de Conectividade de Escolas (Gape), responsável por levar conectividade a escolas públicas de educação básica, com a qualidade e velocidade necessárias para o uso pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nas atividades educacionais, de modo a cumprir a obrigação estabelecida no Edital do 5G. As ações de conectividade das escolas do órgão regulador de telecomunicações foram incorporadas na Estratégia Nacional de Escolas Conectadas.

Norte Conectado e Pais

Por fim, coube à representante do Ministério das Comunicações, Nathalia Lobo, apresentar aos membros do Cdust informações sobre o programa Norte Conectado, e ao Superintendente de Outorga e Recursos à Prestação Substituto (SOR), Sidney Azeredo Nince, trazer detalhes de outro projeto naquele inserido, o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (Pais) da Anatel. Nathalia explicou que as infovias deverão ampliar a resiliência, resistência às interrupções da banda larga na região e favorecer o consumidor com a ampliação da competição de prestadores de serviços. Sidney informou que além das infovias, cerca de 620 escolas deverão ser beneficiadas com o Pais. Mais informações sobre o Programa de infovias da Anatel estão disponíveis no Portal da Agência.

A próxima reunião do Cdust está prevista para o dia 11 de junho de 2024.

As apresentações dos Conselhos de Usuários das prestadoras de telecomunicações estão disponíveis abaixo:

A apresentação do Gape também está disponível no portal da Anatel.

Fonte: ANATEL

,

ABTELECOM presente na ABTELECOM presente na 5ª Conferência Nacional de CT&I

abtelecom

A ABTELECOM estará presente na 5ª Conferência Nacional de CT&I, representada pelo seu Diretor de Inovação Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Silva como painelista no tema Propostas Estratégicas em CT&I (Ciência, Tecnologia e Inovação).
A visão da ABTELECOM é que os governos federal, estadual e municipal devem se constituir em vetores de estímulo à inovação através de políticas de incentivo e fomento que sejam simplificadas e ágeis. O exercício da inovação no setor de Telecomunicações deve ser realizado pelas empresas do setor em cooperação com ICTs, na absorção permanente das oportunidades de fomento para desenvolver diversidade e requalificar competência, no atendimento às demandas de bens, serviços e efetiva inovação

abtelecom

 

,

Reunião da ABTELECOM com as operadoras de telecomunicações

O Eng. Eletric. Rogerio Moreira Lima Diretor de Inovação da ABTELECOM se reuniu com katia Garbin, Consultora RI da CONEXIS, Eng. Comunic. Diogo Torres Coordenador de Infraestrutura da CONEXIS, Bianca Franco RI da TIM, Marcella Pimenta RI da VIVO, e Bárbara Barros Jurídico da TIM no dia 7 de março de 2024 onde se discutiu o impacto das legislações municipais no avanço da implantação da tecnologia 5G no Estado do Maranhão. Chegou-se ao consenso de que a minuta proposta pela ANATEL é a melhor maneira de termos legislações municipais modernas e que dêem agilidade na implantação de cada ETR (Estação Transmissora de Radiocomunicação) devido a necessidade de implantação das mesmas para implementar a solução MIMO massivo tão necessária ao 5G.

,

BNDES aprova R$ 290 milhões para produção nacional de três semicondutores

O BNDES aprovou financiamento de R$ 290 milhões à fabricante taiwanês Adata para a produção de três novos semicondutores que serão usados em notebooks, desktops, servidores, televisores, automóveis e celulares no Brasil. O apoio tem como objetivo reduzir a dependência produtiva e tecnológica em produtos nano e microeletrônicos e em semicondutores, alinhado com as metas da Nova Indústria Brasil, política industrial do Governo Lula.

De acordo com o banco, o financiamento vai contribuir com o plano de expansão de produtos da Adata para abranger seu portfólio com soluções com maior desempenho e velocidade de processamento. A multinacional irá investir R$ 374 milhões na produção de três novos circuitos integrados de memória (semicondutores), sendo 77% do valor financiado pelo BNDES.

O primeiro beneficiado será o DDR5, que permite velocidade de até 8,4 Gbps, buscando otimizar o processamento de dados e diminuir o consumo de energia em 20%. O LPDDR5, por sua vez, será direcionado para o uso em notebooks e telefones celulares, já que possui alta eficiência energética e dimensões reduzidas. Por último, o chip uMCP, que será utilizado em smartphones, viabilizando a tecnologia 5G nos dispositivos.

A Adata tem duas unidades no Brasil, presente desde 2014, em Santo Antônio de Posse/SP e Manaus/AM, com quase 500 funcionários.

 

Fonte: Mobile Time